?

Log in

Igor Soares
03 October 2009 @ 03:54 am
Saudade de usar o LiveJournal, saudade de escrever textos longos, saudade dos amigos que fiz aqui (e que estão todos no MSN, quem diria!), saudades de filosofar usando mais de 140 caracteres.

Quero reaprender outros assuntos que não sejam o Igorcentrismo. Quero voltar a escrever aqui no Sakitama, pé-ante-pé, desenvolver a minha escrita, as minhas idéias e desanuviar um pouco essa cabeça e coração que ultimamente têm estado tão vazias que parecem um deserto infinto para todas as direções.

Enfim. Nem toda despedida é para sempre, e a minha não era diferente.

Voltarei em passos de formiga. ;)
 
 
Current Location: Niterói - RJ
Current Mood: saudosista
Current Music: Zazie - Lola majeure | Powered by Last.fm
 
 
Igor Soares
26 June 2009 @ 02:15 am
Eu não sei se vocês repararam, mas tô super ausente do Livejournal, mal tenho comentado nos blogs, lido coisas ou postado aqui. Criatividade anda a zero por falta de tempo. fim de semestre e etc. O tempo virtual que tenho gasto no Twitter, posts imediatos de 140 letras que matam minha criatividade.

Não estou satisfeito.

Queria algo que estivesse no meio caminho do Livejournal e do Twitter: um blog que me permitisse acompanhar as pessoas, postar imagens e videos, algum lugar que eu pudesse me expressar bem e com riqueza de formatos, mas também um lugar onde eu pudesse ser CONCISO e pudesse postar o que me desse na telha.

Achei meu lugar e a partir de agora vou passar a postar mais aqui do que em qualquer outro site meu:

http://corazondecenicero.tumblr.com 


O legal do tumblr é que ele é o blog MAIS SIMPLES que eu conheço, facílimo de usar. Vem com vários recursos de mídia e permite o upload de musicas e vídeos pro blog. E também é quase como um bloco de notas, você escolhe se posta, se faz um rascunho, se vai pôr uma citação, uma foto, uma conversa, um vídeo, uma música (tem postagens específicas pra cada tipo). Você também pode, como no Twitter, dar "re-tweets" do Tumblr dos outros. Enfim, é um blog bem mais interativo e moderno, mais prático, conciso e o tipo de coisa que to querendo usar.

E até logo, pessoal. O Livejournal entra num hiato, mas juro que passo aqui pra verificar o que vocês escrevem ;) 
 
 
Current Location: Niterói, Rio de Janeiro
Current Mood: agitado
Current Music: The Knife - Neverland | Powered by Last.fm
 
 
Igor Soares
25 June 2009 @ 12:10 pm
E foi aos 8 anos que Marcela levou seu primeiro tapa na cara. Era um belo dia de sol no Leblon. Muitos Gucci, Prada, Nike caminhando pela orla. A mãe de Marcela, com seus óculos Ray-ban novos , andava muito rápido. Marcela nunca entendeu por quê as pessoas no Leblon gostavam tanto desses óculos espalhafatosos. Passou a entender quando apareceram vários guardas policiais carregando pedaços de pano bem sujos. com sua curiosidade pueril, ela decidiu olhar o que estava acontecessendo. Durante exatos 3.18 segundos, Marcela encarou nos olhos da Miséria, da Fome,do Abandono e da Morte; mais ou menos, mas não necessariamente, nessa ordem. Passou a andar de óculos escuros para nunca mais deixar que o mundo olhasse tão dentro da alma dela.

Agora Marcela tem 19 anos. Ela continua levando tapas na cara, mas sabe como evitá-los. Como todos os jovens de sua classe, ela necessita de uma grande dose de alienação, consumismo e indiferença. Nas horas vagas, divide pó com as amigas e se deixa brutalizar por caras em festas. Mal sabe ler, a menina Marcela. Mas escreve que é uma beleza, tem um blog onde copia frases prontas de Clarice Lispector. Todas as amigas dela acham que ela é uma pessoa muito sensível. Os óculos escuros nunca saem do rosto, com medo do mundo que a espera do outro lado das lentes. Não se lembra da cor dos seus olhos nem da última vez que se olhou no espelho, mas também acha que não faria a menor diferença agora. Por dentro, Marcela tem 8 anos e leva um tapa todo dia. E secretamente, teme o dia em que levará o soco na cara, que lhe arrebentará os lábios, arrancará os dentes e estragará esse sorriso de Ray Ban.
Tags:
 
 
Current Location: Niterói - Rio de Janeiro
Current Mood: cansado
Current Music: Placebo - The Never-Ending Why | Powered by Last.fm
 
 
Igor Soares
08 June 2009 @ 09:54 pm
Misérias
Precárias
Procariontes
Aos montes
Doenças
Sentenças
Mortes
Sortes
E sabores
Fome
Crianças
Sem nome
Desigualdades
Desesperos
Desimportantes
Destinos
Cancros
Homens
Brancos
Cobranças
Canibalismo
Capitalismos
Ogivas
Osamas
Cataclismas
Catástrofes

Sujeiras
Rastros
Radares
Armas
Almas
Como pérolas
Aos porcos
Parcos
Riquezas
Pobrezas
Incertezas
Individualidades
Infinitos
Gases
Tóxicos
Preconceitos
Preceitos
Preconcebidos
Drogas
Violências
Vagabundas
E vagando vamos nós

Planeta
Pandora
Esperança
Cadê? 
Tags:
 
 
Current Location: Niterói - Rio de Janeiro
Current Mood: descrente
Current Music: Adriana Calcanhotto - Esquadros | Powered by Last.fm
 
 
Igor Soares
05 June 2009 @ 01:23 am
19  
Agora eu sou 19, como os anjos que guardam a porta dos céus segundo o Corão; como o oitavo menor número primo; sou XIX como o século do romantismo e da revolução industrial, 19 como o potássio e 19 como os primeiros algarismos dos anos do séc. XX. 19 como um adolescente que nos EUA pode comprar tabaco mas não pode dirigir. Sou 19 como a Independência da Namíbia, 19 como Sean Kingston, Emma Watson e Soulja Boy. 19 como as letras da frase "eu já fiz dezenove anos". Sou 19, como se qualquer uma dessas coisas valesse a pena. 

São 19 anos sem a expectativa cumprida dos 18, a ansiedade dos 17, o contentamento dos 16, o orgulho dos 15, a felicidade dos 14 o a ingenuidade dos 13. E são 19 anos com toda a sede estranha de 20, com um medo dos 21. Não ligo tanto pro meu aniversário como nos últimos 18 anos, não me sinto especial, melhor, querido ou mágico. Não me sinto como se o mundo tivesse mudado de uma maneira incrível que eu só vou aproveitar agora aos 19.  O que eu tenho nas costas são apenas os pesos da vida: faculdade, trabalho, bolsa, a luta pela independência. Crescer assusta. Mas viver também. Ainda bem que só vivemos uma vida e não dezenove. 

O 19 foi indesejado na minha vida, mas já que chegou, que pelo menos possamos conviver bem. E que venham os 20! Parabéns pra mim e pros meus 19.
 
 
Current Location: Niterói, Rio de Janeiro
Current Mood: carente
Current Music: Psapp - Hi | Powered by Last.fm
 
 
 
Igor Soares
01 June 2009 @ 12:24 pm
It's the first day of the month. If you could have one wish come true this month, what would it be?
(É o primeiro dia do mês. Se você pudesse ter um desejo que se realizasse esse mês, qual seria?)

Tentei escolher entre um dos milhões de pedidos que vieram na minha cabeça quando eu li o Writer's Block: cura do câncer e da AIDS, paz mundial, extinção da miséria, fim permanente das guerras, aceitação mundial da homossexualidade... 

Mas não sou nenhuma Madre Teresa de Calcutá e toda vez que pensava num desejo para o mundo, pensava em trinta desejos fúteis para mim: emagrecer permanentemente, ser a pessoa mais bonita que conheço, possuir superpoderes, ler a mente das pessoas, ser rico pra sempre, ter poder sobre as vidas humanas, ser imortal, ter toda a sabedoria do universo. 

O coração humano não conhece limites quando se trata de ganância e desejos. O que diferencia o ser humano dos outros animais, além das diferencias óbvias (parafraseando o curta-metragem "Ilha das Flores": telencéfalo desenvolvido e polegar opositor) é o potencial de sonhar as suas vontades e possuir as motizes para torná-las reais. Infelizmente o ser humano ainda não desenvolveu a habilidade de se sentir pleno em nenhum aspecto. Em meus 18 anos, 11 meses e 26 dias de vida (até o presente momento) não conheço pessoa alguma que tenha segurança para afirmar: eu sou feliz, realizado, satisfeito e sempre serei. Nascemos com uma ambição do tamanho do universo e morremos sem termos conquistado uma gota de orvalho sequer, secos por desejos intermináveis...

Considerando isso tudo, acho que a única coisa e a mais útil que eu poderia desejar era não ter mais nenhum desejo para minha vida. 
 
 
Current Music: Placebo - For What It's Worth | Powered by Last.fm
 
 
Igor Soares
22 May 2009 @ 12:40 pm



O que vocês vêem quando olham pra janela da minha alma?
 
 
Current Location: Niterói - Rio de Janeiro
Current Mood: sonhador
Current Music: The Cranberries - Dreaming My Dreams | Powered by Last.fm
 
 
Igor Soares
20 May 2009 @ 09:28 pm
Hoje eu acordei "inho". Em todos os sentidos. Acordei pequenininho, frágil; não respiro, sou um suspiro. Acordei com o pesar de uma vida e estou prestes a dormir com a leveza de uma alma. Sou uma sombra de um Igor, um sol metido a grão de areia.

Acordei minúsculo. Abri as janelas da minha alma e não me achei na imensidão que costumo ser. Onde estou? Cadê eu? É só,  sou só, isso tudo e nada quem sou: um pontinho, pequenininho, um Igorzinho, ser humanozinho no meio do meio, nos cantos do infinito. O mundo está parado e eu estou em círculos dentro de um eixo tão pequeno que nem sai do lugar.

Hoje eu sou zinho, sozinho.
Tags:
 
 
Current Location: Niterói - Rio de Janeiro
Current Mood: cansado